O investimento em promoção da saúde e atitudes mais saudáveis no ambiente corporativo passou a ser um aspecto-chave para a competitividade entre as empresas mais modernas e preocupadas com o bem-estar de seus colaboradores (SAEVP, 2016). A expectativa de vida no Brasil vem crescendo de forma exponencial. Tem-se uma projeção para o ano de 2025 onde mostra que o número de indivíduos com idade igual ou superior a 60 anos será de 32 milhões (PAPALÉO, 2005). Um dos grandes desafios dessa transição demográfica é a manutenção da saúde da população economicamente ativa com idade mais avançada. A urbanização contribui para um estilo de vida menos saudável, com exercício físico insuficiente  e maus hábitos alimentares. As principais doenças crônicas no mundo – doença cardiovascular,  hipertensão arterial, câncer e diabetes tipo II – têm relação causal com quatro fatores de risco ligados a estilos de vida: tabagismo, sedentarismo, maus hábitos alimentares e consumo de álcool (ILC-BRASIL, 2015).

Download